Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

O inimigo do povo

Publicado em 04/08/2022 Lido 1053 vezes

A Direção da Petrobrás, nomeada por Jair Bolsonaro, tem adotado decisões que merecem a qualificação de verdadeiros inimigos do povo brasileiro.


O Brasil, graças aos técnicos da Petrobrás, profissionais competentes que os governantes, desde a criação da empresa, em 1953, sempre incentivaram e proporcionaram condições para o permanente desenvolvimento tecnológico, pode não apenas se transformar num país sem petróleo e importador de todos os derivados, como aquele que atingiu a autossuficiência na produção de petróleo bruto e de todos os derivados.

No entanto, uma política suicida vem destruindo a empresa que mais contribuiu para o desenvolvimento nacional e é considerada modelo para as nações que buscam a soberania energética.

No dia 29 de julho findo, o jornal Monitor Mercantil estampou na primeira página a manchete: “Petrobrás lucra R$ 54 bi e pagará R$ 88 bi em dividendos”. Já é uma loucura distribuir mais do que lucrou para os acionistas, um caminho certo para a insolvência e o fechamento da empresa.

Mas não parou aí. Em 1º de agosto, o Monitor Mercantil dá a manchete de primeira página: “Petrobrás reduz investimento e transfere US$ 17 bi a estrangeiros”.

Nem sempre o Brasil foi dirigido por inimigos do povo e da Nação. Vamos recordar o discurso de Ano Novo que o Estadista Getúlio Vargas dirigiu aos brasileiros, aos trabalhadores do Brasil, em dezembro de 1951, porém é necessário primeiramente entender o Brasil de então.

Getúlio foi deposto por um golpe de estado em 1945. Voltou para seu estado, o Rio Grande do Sul e lá ficou. É óbvio que tendo governado o Brasil por quase 15 anos e promovido o maior desenvolvimento social, econômico, educacional, cultural que o País conhecera desde a Independência, há mais de cem anos, o Estadista era procurado por políticos, intelectuais, homens do povo e jornalistas e personalidades nacionais e estrangeiras. Quando, pela Constituição de 1946, deram-se as eleições para Presidente, seu nome despontou, não como revanche, mas na esperança de que o Brasil voltasse a crescer.

Ordenados pelo sobrenome, eram candidatos o Brigadeiro Eduardo Gomes, o político mineiro Cristiano Machado, o político e jurista baiano João Mangabeira, e Getúlio Vargas, que obteve 48,73% dos votos. Indiscutível vencedor tomou posse em 31 de janeiro de 1951.

De que tratou Getúlio neste discurso de Ano Novo. Das falcatruas que ocorreram no Brasil e da necessidade da auditoria e de sistemas de avaliação da gestão pública. Com isso, não só o Brasil teve reduzida sua dívida externa a 40% do que era cobrado, como as taxas de juros foram reduzidas em até 82,5%. Em síntese, o povo brasileiro estava sendo furtado, mas estava igualmente sendo roubado, pois não há violência maior do que deixar alguém morrendo de fome, desnutrição e doença por incúria dos governantes.

O que se está fazendo com a Petrobrás é criminoso; um crime contra todo povo e contra a soberania da Nação Brasileira.

São atuais membros do Conselho de Administração da Petrobrás: (a) indicados pelo Governo Bolsonaro: Márcio Andrade Weber, Presidente do Conselho, Caio Mário Paes de Andrade, Almirante Luiz Henrique Caroli, Murilo Marroquim de Souza, Ruy Flaks Schneider e Sonia Julia Sulzbeck Villalobos, seis membros; (b) representante dos acionistas: Francisco Petros, José João Abdalla Filho, Marcelo Gasparino da Silva e Marcelo Mesquita de Siqueira Filho, quatro membros; e (c) Rosangela Buzanelli Torres, eleita pelos empregados, sempre com voto discordante.

São membros da Diretoria, escolhidos pelo Conselho de Administração: Caio Mário Paes de Andrade, Presidente, e Diretores: Fernando Assumpção Borges (Exploração e Produção), João Henrique Rittershaussen (Desenvolvimento da Produção), Rodrigo Costa Lima e Silva (Refino e Gás Natural), Cláudio Rogério Linassi Mastella (Comercialização e Logística), Rodrigo Araujo Alves (Financeiro e de Relacionamento com Investidores), Juliano Dantas (Transformação Digital e Inovação), Rafael Chaves Santos (Relacionamento Institucional e Sustentabilidade) e Salvador Dahan (Governança e Conformidade).

ENERGIZANDO

* Petroleiros protestam contra morte na P-19 e alertam para risco de novos acidentes no rastro do desmonte da Petrobrás

https://fup.org.br/petroleiros-protestam-contra-morte-na-p-19-e-alertam-para-risco-de-novos-acidentes-devido-ao-desmonte-da-petrobras/

** CA aprova pagamento de dividendos milionários aos acionistas, com voto contrário da conselheira representante dos trabalhadores

https://rosangelabuzanelli.com.br/ca-aprova-pagamento-de-dividendos-milionarios-aos-acionistas-com-voto-contrario-da-conselheira-representante-dos-trabalhadores/

***Câmara aprova MP que permite ao setor de óleo e gás gastar dinheiro de pesquisa na renovação de frota de caminhão...

https://www.cartacapital.com.br/economia/camara-aprova-mp-que-permite-ao-setor-de-oleo-e-gas-gastar-dinheiro-de-pesquisa-na-renovacao-de-frota-de-caminhao

 

Avalie este item
(4 votes)