Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Shell abandona o “shale” do Permiano (EUA) em negócio de US $ 9,5 bilhões

21 Setembro Escrito por  Irina Slav Lido 1756 vezes

A grande empresa petrolífera anglo-holandesa Shell deve deixar a Bacia do Permiano

com um desinvestimento no valor de cerca de US $ 10 bilhões.

A empresa disse que vai vender seus ativos na mais conhecida Bacia de shale (xisto) para a ConocoPhillips por um preço total de US $ 9,5 bilhões.

"Depois de analisar várias estratégias e opções de portfólio para nossos ativos na Permiano, esta transação com a ConocoPhillips surgiu como uma proposta de valor muito atraente", disse Wael Sawan, Diretor da Shell.

"Esta decisão mais uma vez reflete nosso foco no valor sobre os volumes, bem como na administração disciplinada do capital. Esta transação, possibilitada pelo excelente desempenho operacional da equipe da Permiano, oferece excelente valor aos nossos acionistas através da aceleração da entrega de dinheiro e distribuições adicionais."

Na verdade, há uma grande chance de a decisão de sair da Permiano ter muito a ver com uma decisão do tribunal holandês no início deste ano que ordenou que a Shell reduzisse consideravelmente sua pegada de carbono.

"O tribunal ordena que a Royal Dutch Shell ... reduza sua produção de CO2 e a de seus fornecedores e compradores até o final de 2030 em um valor líquido de 45% com base nos níveis de 2019", disse o tribunal em maio.

Os desinvestimentos surgiram imediatamente como a forma mais realista da Shell cumprir a ordem judicial, embora, como disse o presidente-executivo Ben van Beurden na época, só porque a Shell vende ativos de petróleo, isso não significaria que as emissões globais cairiam porque outra pessoa iria desenvolver esses ativos. No caso da Permiano, será a Conoco, empresa já com sólida presença no shale norte-americano.
De acordo com a Bloomberg, o negócio tornará a ConocoPhillips um dos maiores players da Permiano, já que seus novos ativos proporcionarão uma produção diária adicional em 2022 de cerca de 200.000 barris de óleo equivalente.


A superpetroleira anglo-holandêsa disse que usará os recursos do negócio para distribuir cerca de US $ 7 bilhões entre os acionistas em retorno de caixa adicional, "com o restante usado para fortalecer ainda mais o balanço patrimonial". Espera-se que o negócio em dinheiro seja fechado até o final do ano.

Original: Oilprice.com

Avalie este item
(4 votes)
0
0
0
s2sdefault
Veja algumas métricas do portal.
Subscribe to this RSS feed