Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Pemex compra refinaria no Texas com capacidade de refinar 340 mil barris por dia

26 Maio Lido 665 vezes

“Seremos autossuficientes até 2023 [...]. Vamos parar de comprar combustível e gasolina no exterior”, disse López Obrador.


O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta segunda-feira o encerramento da operação para a compra total da refinaria Deer Park em Houston, no Texas (EUA).

A Petróleos Mexicanos (Pemex) já detinha 49,995% das ações da refinaria, pelo que com esta operação irá adquirir os restantes 50,005%, em poder da empresa Shell.

A operação de compra para assumir a totalidade da refinaria, que se prevê que seja concluída no último trimestre de 2021 após a aprovação dos órgãos reguladores norte-americanos, atinge o valor de 596 milhões de dólares.

1.- Origem e desenvolvimento

A Shell Oil Company se instalou em Deer Park em 1929, em um terreno de 3,2 quilômetros quadrados, segundo informações históricas da própria empresa.

Na década de 1940, a Shell acrescentou uma fábrica de produtos químicos ao lado do complexo da refinaria e entre 1945 e 1950 houve outras grandes expansões.

Em 1993, a Pemex adquiriu sua participação na refinaria em associação com a Shell Oil Company e assumiu a metade do complexo da refinaria.
Atualmente, o local possui equipamentos de processamento, salas de controle, tanques de armazenamento, equipamentos de proteção ambiental, edifícios de escritórios, lojas e depósitos.

Ele também tem seu próprio pessoal de segurança, instalações médicas, bombeiros e serviços públicos, bem como ferrovias, cais marítimos e redes de dutos.

O cais, em termos de volume de materiais, é um dos 25 maiores portos do país.

2.- Tamanho e localização

Este local, que funciona 24 horas por dia, está localizado a 32 km do centro de Houston.

Atualmente, entre a refinaria e a fábrica de produtos químicos, ocupa uma área de 9,3 quilômetros quadrados, empregando aproximadamente 1.500 funcionários e 1.200 terceirizados.

3.- Capacidade de produção

A refinaria tem capacidade de processamento de petróleo bruto de 340.000 barris por dia (mbdp), informou a Pemex, detalhando que "suas plantas permitem o processamento de petróleo leve e pesado sem gerar óleo combustível".

Com essa capacidade de processamento, esse complexo produz cerca de 110 mbpd de gasolina, 90 mbpd de diesel, 25 mbpd de jet fuel (o combustível mais usado na aviação) e outros produtos em menor quantidade.

O petróleo que a refinaria processa vem do México, Canadá, Estados Unidos, África e América do Sul, segundo dados da Shell.

Anualmente, são carregados ou descarregados no local, em média, mais de 2.500 navios, o que representa cerca de 100 milhões de barris de petróleo bruto e produtos para a refinaria e fábrica de produtos químicos.

4.- A Shell manterá operações contíguas

A Shell informou que após as negociações a Shell Chemical LP continuará operando sua planta química, que permanecerá sob sua propriedade.

A Pemex, por sua vez, indicou que faz parte da negociação manter "estreita colaboração" com o complexo petroquímico da Shell "a fim de capturar sinergias e economias de escala".


5.- Produzir os combustíveis que o país necessita

Segundo a Pemex, a aquisição total da refinaria faz parte de uma política energética do atual governo López Obrador, no México, que busca alcançar no curto prazo “produzir todos os combustíveis de que o país necessita”.

Além de ter o controle total do Deer Park, por meio dessa política estão sendo reabilitadas as seis refinarias do país: Cadereyta, Madero, Minatitlán, Salinas Cruz, Salamanca e Tula. Da mesma forma, o Dos Bocas está sendo construído.

Com todas essas ações, a Pemex alcançará uma produção de 1.362.000 barris por dia para atender a demanda mexicana total por gasolina, diesel, querosene de aviação e outros derivados de petróleo.

“Seremos autossuficientes até 2023 [...]. Vamos parar de comprar combustível e gasolina no exterior”, disse López Obrador.

Fonte: RT

Avalie este item
(2 votes)
0
0
0
s2sdefault
Veja algumas métricas do portal.
Subscribe to this RSS feed