Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Castello Branco colabora para o caos no Brasil

Publicado em 08/01/2021 Lido 1951 vezes

Empresa anunciou mais um aumento do gás

 

A Petrobrás da gestão bolsonarista mantém a vida dos petroleiros dedicados aos serviços essenciais em risco e avança contra a população mais vulnerável com aumentos sistemáticos do botijão de gás

Nesta quinta (07), recebemos duas notícias: mais petroleiros contaminados pelo coronavírus e mais um aumento no gás de cozinha.

Entre os dias 04 e 06, na Bacia de Santos, 14 desembarcados da P-35 apresentaram sintomas da COVID-19. E no final do ano, 14 trabalhadores da P-61 testaram positivo para a COVID-19. No auge da irresponsabilidade, segundo a nota publicada na coluna de Lauro Jardim (O Globo), a empresa até o momento ainda não tomou providências – como a relização de testagem – com relação ao restante do grupo que ficou a bordo.

Aumentos mensais do gás

Válido a partir desta quinta (07), a empresa anunciou mais um aumento do gás liquefeito de petróleo (GLP). Desta vez, são 6%! O último reajuste praticado foi de 5% em 3 de dezembro passado. Principalmente em tempos de pandemia, com o número de desempregados aumentando cada vez mais, Castello Branco arrocha: em 2020 o acumulado no GLP foi de 21,9%. O aumento atinge a população mais vulnerável que utiliza o botijão, mas também prejudica a indústria e o comércio demonstrando mais uma vez o quanto a "economia" de Paulo Guedes é nociva ao país.

Fonte: Sindipetro-RJ

Última modificação em Sexta, 08 Janeiro 2021 19:04
Avalie este item
(9 votes)
Veja algumas métricas do portal.