Prezado sócio, clique aqui e atualize seus dados para correspondência junto a Aepet
Imprimir esta pg
0
0
0
s2sdefault

Greve dos petroleiros cresce em apoio e adesão

04 Fevereiro Lido 1162 vezes

Apesar do silêncio da mídia, paralisação contra demissões e desmonte da estatal atinge 11 estados

No quarto dia de paralisação, a greve dos petroleiros já mobiliza sindicatos de diferentes centrais sindicais. A expectativa é que os petroleiros que trabalham embarcados nas plataformas também paralisem as atividades. 

Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a paralisação dos petroleiros alcança 20 base operacionais em 11 estados. Os petroleiros querem a suspensão do fechamento e das cerca de mil demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-PR), que fica Araucária, na região metropolitana de Curitiba, e a instauração imediata de um processo de negociação com a empresa, pelo cumprimento do acordo coletivo de trabalho (ACT), além da revogação das medidas unilaterais tomadas pela gestão da empresa.

A direção da Petrobras barrou a entrega de alimentos para os trabalhadores que compõem a Comissão Permanente de Negociação, que desde a sexta-feira (31) ocupam uma sala na sede da estatal, no Rio de Janeiro. De acordo com o Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindipetro-MG), cerca de 30 petroleiros estão mantidos pela empresa em condições de cárcere privado na Refinaria Gabriel Passos, em Betim, também desde a última sexta-feira, impedidos de deixar o turno.

Com informações da Rede Brasil Atual

Avalie este item
(8 votes)
0
0
0
s2sdefault
Veja algumas métricas do portal.
Subscribe to this RSS feed