Petróleo e Política

A AEPET, os Concursados da Petrobrás e os Terceirizados

Data: 21/03/2013 
Fonte: Diretoria da AEPET

A AEPET, os Concursados da Petrobrás e a Terceirização

Temos recebido dezenas de mensagens de aprovados em Concursos da Petrobrás reclamando que ao mesmo tempo em que não são chamados para ocupar suas vagas conquistadas em Concursos Públicos, essas estão sendo ocupadas por profissionais terceirizados. A posição da AEPET quanto à terceirização da mão de obra é clara: somos contra porque representa uma precarização das condições de trabalho com relação a direitos, salários e regimes de trabalho. Nada contra os terceirizados que são trabalhadores como nós, mas defendemos que os postos permanentes de trabalho sejam preenchidos por Concurso Público, o que evita entre outras coisas o nepotismo e o favorecimento pessoal. O próprio Tribunal de Contas da União (TCU) já determinou que a Petrobrás apresente um cronograma de substituição de terceirizados por Concursados. A estimativa do TCU é que em 2009 já havia pelo menos 60.000 (sessenta mil) postos de trabalho na Petrobrás que tinham que ser preenchidos por Concurso Público. A direção da AEPET agendou para 02/04/2013 uma audiência com Ministro do TCU para discutir essa questão, quando iremos propor o preenchimento dessas vagas por profissionais já aprovados em Concursos que estão ainda no prazo de validade, bem como daqueles com prazos já vencidos, mas que estão sub judice.(Diretoria da AEPET)

Conteúdo Relacionado

Não há conteúdo relacionado.

Tags

Não há tags relacionadas