Rio de Janeiro,
Desrepactuação

Desrepactuação e BPO

Data: 22/11/2010 
Autor: Sindipetro-RJ

Primeiro a direção da Petrobrás, Petros e a maioria da FUP assediaram a categoria para repactuar. Usou dinheiro para ganhar as consciências dos petroleiros e convencê-los a mudar de Plano. Agora, para se opor às ações na Justiça de desrepactuação, o triunvirato quer que a categoria faça na correria o BPO (Beneficio Proporcional Opcional), perpetuando o erro.

 

É verdade que o governo Lula fez tantos leilões de petróleo quanto FHC e também é verdade que o governo Lula manteve a mesma política de FHC de discriminação com os aposentados. Mas no setor petróleo houve avanços consideráveis: fim da ameaça de privatização; nacionalização da indústria naval; retomada dos concursos públicos; readmissão do demitidos do Sistema Petrobrás; criação do Comperj; novo marco regulatório do setor petróleo para o pré-sal etc.

 

O Sindipetro-RJ durante todo o governo Lula não deu tréguas: combatemos os leilões de petróleo e a repactuação. Agora, mais do que nunca, vamos manter a luta contra a discriminação com os aposentados. Os debates e as ações contra a repactuação são apenas o começo. Mas o triunvirato insiste e quer perpetuar a repactuação através do BPO.

 

O Sindipetro-RJ, junto com a FNP e sindicatos filiados à FUP como o da Bahia, está promovendo palestras sobre a desrepactuação e o BPO. Conselheiros da Petros eleitos pela categoria estarão na Bahia realizando vários encontros nos dias 22, 23 e 24 de novembro. Foi convidado para o debate um representante da FUP.

 

Já o triunvirato, encabeçado pela FUP, faz campanha defendendo a adesão ao BPO usando prazo limite para pressionar a categoria. A repactuação está com os dias contados seguindo o mesmo caminho da sua cópia, o Plano Petrobrás Vida - PPV. A liminar que suspendeu a repactuação que foi depois cassada, as ações vitoriosas no TST e as já transitadas em julgado - com o trabalhador recebendo os níveis de 2003/4/5 e incorporando-as nas aposentadorias - reforçam nossa tese.

 

A realização de debates e a convocação dos sindicatos, do Sindipetro-RJ e da FNP à desrepactuação através da Justiça é a pá de cal na repactuação! Discuta com seus colegas, corra ao sindicato e desrepactue, a hora é essa!

 

JURÍDICO

 

Em ação impetrada pela Secretaria de Assuntos Jurídicos do Sindicato, a juíza da 27ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, determinou ontem, quarta-feira (17), a realização em caráter de urgência de tratamento cirúrgico pelo Sistema Polaris da Biomed, para uma aposentada de 78 anos com grave patologia da coluna lombar. Apesar da situação, a AMS estava negando a autorização para realização do procedimento pelo Sistema,indicado pelo médico da aposentada.

 

Rio, 19/11/2010

Conteúdo Relacionado

Não há conteúdo relacionado.

Tags

Não há tags relacionadas
Av. Nilo Peçanha, 50 - Grupo 2409
Centro - Rio de Janeiro-RJ CEP: 20020-100
Telefone: 21 2277-3750 - Fax 21 2533-2134
Compartilhe
AEPET - Associação dos Engenheiros da Petrobrás Desenvolvido por Arte Digital Internet