Coluna do Associado

Instruções de Preenchimento Planilha de Simulação de Benefícios

Data: 05/11/2010 

CAMPANHA NACIONAL PELA DESREPACTUAÇÃO

Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação

Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação

Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação

           

A ideia dessa Planilha é permitir aos repactuantes que façam uma simulação da sua situação na Aposentadoria com relação aos benefícios, comparando os benefícios a serem recebidos com repactuação, optando ou não pelo Petros-2, e sem repactuação.

           

A ideia dessa Planilha é permitir aos repactuantes que façam uma simulação da sua situação na Aposentadoria com relação aos benefícios, comparando os benefícios a serem recebidos com repactuação, optando ou não pelo Petros-2, e sem repactuação.

           

A ideia dessa Planilha é permitir aos repactuantes que façam uma simulação da sua situação na Aposentadoria com relação aos benefícios, comparando os benefícios a serem recebidos com repactuação, optando ou não pelo Petros-2, e sem repactuação.

           

Queremos frisar que essa Simulação é uma aproximação, apesar de ter sido feita com o todo o cuidado e procurando ao máximo ser fiel à realidade.

           

A Planilha tem três `abas`: `Simulação de Benefício`, `Fator Previdenciário` e `AT-2000 Expectativa de Vida`.

           

A única que deve ser mexida para a Simulação é a `Simulação de Benefício`, já que as outras duas são tabelas que serão consultadas pela Simulação e não devem, em nenhuma hipótese, ser alteradas.

 

Observação: A versão atual da Planilha, `v22`, foi muito melhorada pelo também Conselheiro Fiscal eleito Oscar Scottá.

                                  

Nessa nova versão as informações estão colunadas e foram criadas três colunas, `Simulação 1`, Simulação 2` e Simulação 3`, onde são entrados os dados, permitindo que o Participante tenha ao mesmo tempo três simulações para compará-las na mesma tela.

                                  

Os únicos campos que precisam ser preenchidos pelo Participante para a Simulação são aqueles em letra azul abaixo, que estão agrupados nas colunas nomeadas como `Dados do Participante/Beneficiário`, mais o campo da linha 22, `Benefício INSS do Já Aposentado`.

                                  

Todos os demais campos são calculados automaticamente.

                       

Como já falado a Planilha está preparada para trabalhar com as três colunas de Simulação, assim o Participante deve sobrepor seus dados aos constantes como exemplo nas colunas `C`, `D` e `E` que correspondem às `Simulação 1`, Simulação 2` e Simulação 3`.

 

Instruções de Preenchimento:

Instruções de Preenchimento:

Instruções de Preenchimento:

 

`Dados do Participante/Beneficiário`

`Dados do Participante/Beneficiário`

`Dados do Participante/Beneficiário`

 

Campos relativos a dados pessoais:

Campos relativos a dados pessoais:

Campos relativos a dados pessoais:

 

- Idade Participante: preencher com a idade atual do Participante que está fazendo a simulação.

 

- Idade Participante: preencher com a idade atual do Participante que está fazendo a simulação.

 

- Idade Participante: preencher com a idade atual do Participante que está fazendo a simulação.

 

- Idade Beneficiário: caso tenha companheiro/cônjuge, preencha com a sua idade atual. Esta informação será usada para cálculo da expectativa de vida após a aposentadoria e no caso do Petros-2 vai influenciar no valor do benefício Petros-2. Só preencher com idade de filho caso este seja incapaz e vá viver sempre como dependente do Participante. Está sendo assumido, não por preconceito, que o sexo do companheiro/cônjuge é sempre o oposto. Caso não seja o caso, se for do sexo feminino, subtraia 4 da idade da companheira, se for do sexo masculino some quatro à idade do companheiro. Caso não tenha cônjuge/companheiro, preencha este campo com `0` (zero).

 

- Idade Beneficiário: caso tenha companheiro/cônjuge, preencha com a sua idade atual. Esta informação será usada para cálculo da expectativa de vida após a aposentadoria e no caso do Petros-2 vai influenciar no valor do benefício Petros-2. Só preencher com idade de filho caso este seja incapaz e vá viver sempre como dependente do Participante. Está sendo assumido, não por preconceito, que o sexo do companheiro/cônjuge é sempre o oposto. Caso não seja o caso, se for do sexo feminino, subtraia 4 da idade da companheira, se for do sexo masculino some quatro à idade do companheiro. Caso não tenha cônjuge/companheiro, preencha este campo com `0` (zero).

 

- Idade Beneficiário: caso tenha companheiro/cônjuge, preencha com a sua idade atual. Esta informação será usada para cálculo da expectativa de vida após a aposentadoria e no caso do Petros-2 vai influenciar no valor do benefício Petros-2. Só preencher com idade de filho caso este seja incapaz e vá viver sempre como dependente do Participante. Está sendo assumido, não por preconceito, que o sexo do companheiro/cônjuge é sempre o oposto. Caso não seja o caso, se for do sexo feminino, subtraia 4 da idade da companheira, se for do sexo masculino some quatro à idade do companheiro. Caso não tenha cônjuge/companheiro, preencha este campo com `0` (zero).

 

- Tempo INSS: preencher com o tempo (em anos) de contribuição ao INSS que seja comprovado. Esse tempo influirá em vários cálculos na Simulação e deve ser o mais correto possível.

 

- Tempo INSS: preencher com o tempo (em anos) de contribuição ao INSS que seja comprovado. Esse tempo influirá em vários cálculos na Simulação e deve ser o mais correto possível.

 

- Tempo INSS: preencher com o tempo (em anos) de contribuição ao INSS que seja comprovado. Esse tempo influirá em vários cálculos na Simulação e deve ser o mais correto possível.

 

- Tempo Petros: preencher com o tempo (em anos) de contribuição à Petros. Notar que algumas pessoas não se inscreveram logo na Petros, assim esse tempo para alguns não é igual ao tempo de Petrobrás.

 

- Tempo Petros: preencher com o tempo (em anos) de contribuição à Petros. Notar que algumas pessoas não se inscreveram logo na Petros, assim esse tempo para alguns não é igual ao tempo de Petrobrás.

 

- Tempo Petros: preencher com o tempo (em anos) de contribuição à Petros. Notar que algumas pessoas não se inscreveram logo na Petros, assim esse tempo para alguns não é igual ao tempo de Petrobrás.

 

- Sexo (M/F): preencher com `M` se for do sexo masculino e com `F` se for do sexo feminino. Esta informação é usada no cálculo do tempo necessário para aposentadoria pelo INSS e no cálculo da sobrevida após a aposentadoria.

 

- Sexo (M/F): preencher com `M` se for do sexo masculino e com `F` se for do sexo feminino. Esta informação é usada no cálculo do tempo necessário para aposentadoria pelo INSS e no cálculo da sobrevida após a aposentadoria.

 

- Sexo (M/F): preencher com `M` se for do sexo masculino e com `F` se for do sexo feminino. Esta informação é usada no cálculo do tempo necessário para aposentadoria pelo INSS e no cálculo da sobrevida após a aposentadoria.

 

- Idade Aposent Desejada: deve ser preenchido com a idade com que o Participante deseja se aposentar. Notar que para quem optar pelo Petros-2, essa idade é no mínimo 5 (cinco) anos maior que a indicada em Idade Mínima Aposent BPO, já que há no Petros-2 uma carência mínima de 5 (cinco) anos.

 

- Idade Aposent Desejada: deve ser preenchido com a idade com que o Participante deseja se aposentar. Notar que para quem optar pelo Petros-2, essa idade é no mínimo 5 (cinco) anos maior que a indicada em Idade Mínima Aposent BPO, já que há no Petros-2 uma carência mínima de 5 (cinco) anos.

 

- Idade Aposent Desejada: deve ser preenchido com a idade com que o Participante deseja se aposentar. Notar que para quem optar pelo Petros-2, essa idade é no mínimo 5 (cinco) anos maior que a indicada em Idade Mínima Aposent BPO, já que há no Petros-2 uma carência mínima de 5 (cinco) anos.

 

- Salário Atual: o Participante deve informar o seu salário bruto total, incluindo todas as vantagens, consultoria, etc.

 

- Salário Atual: o Participante deve informar o seu salário bruto total, incluindo todas as vantagens, consultoria, etc.

 

- Salário Atual: o Participante deve informar o seu salário bruto total, incluindo todas as vantagens, consultoria, etc.

 

- Benefício INSS do Já Aposentado: quem já está aposentado pelo INSS deve lançar aqui o valor do seu benefício do INSS. Quem ainda não está aposentado pelo INSS coloque `0` (zero).

 

- Benefício INSS do Já Aposentado: quem já está aposentado pelo INSS deve lançar aqui o valor do seu benefício do INSS. Quem ainda não está aposentado pelo INSS coloque `0` (zero).

 

- Benefício INSS do Já Aposentado: quem já está aposentado pelo INSS deve lançar aqui o valor do seu benefício do INSS. Quem ainda não está aposentado pelo INSS coloque `0` (zero).

 

`Premissas de Aumento Real do INSS e Petrobrás (Ativa), Teto e Benefício Máximo INSS e Capitalização PETROS 2`

 

`Premissas de Aumento Real do INSS e Petrobrás (Ativa), Teto e Benefício Máximo INSS e Capitalização PETROS 2`

 

`Premissas de Aumento Real do INSS e Petrobrás (Ativa), Teto e Benefício Máximo INSS e Capitalização PETROS 2`

 

As premissas do cálculo são:

 

As premissas do cálculo são:

 

As premissas do cálculo são:

 

- Valor do Teto do INSS: é o valor atual do teto do INSS e NÃO deve ser alterado na simulação.

 

- Valor do Teto do INSS: é o valor atual do teto do INSS e NÃO deve ser alterado na simulação.

 

- Valor do Teto do INSS: é o valor atual do teto do INSS e NÃO deve ser alterado na simulação.

 

- Benefício Máximo INSS (set/2010): o benefício máximo do INSS NÃO é o valor do teto atual do INSS e sim a média dos 80 (oitenta) maiores valores do teto do INSS desde 1994, corrigidos pelo IPCA até a data atual. O valor que está sendo usado é aquele calculado para set/2010, R$3.156,42.

 

- Benefício Máximo INSS (set/2010): o benefício máximo do INSS NÃO é o valor do teto atual do INSS e sim a média dos 80 (oitenta) maiores valores do teto do INSS desde 1994, corrigidos pelo IPCA até a data atual. O valor que está sendo usado é aquele calculado para set/2010, R$3.156,42.

 

- Benefício Máximo INSS (set/2010): o benefício máximo do INSS NÃO é o valor do teto atual do INSS e sim a média dos 80 (oitenta) maiores valores do teto do INSS desde 1994, corrigidos pelo IPCA até a data atual. O valor que está sendo usado é aquele calculado para set/2010, R$3.156,42.

 

- Taxa de Capitalização do Petros-2: é a taxa a que os valores aportados para o Petros-2 serão capitalizados para no futuro serem transformados no benefício do Petros-2. Usamos a taxa de 6% a.a. (seis por cento ao ano) que é a meta atuarial máxima permitida pela PREVIC (Superintendência Nacional de Previdência Complementar que fiscaliza os Fundos de Pensão) e que é a usada na Petros. Apesar de você poder mexer nesse campo, sugerimos que não o faça.

 

- Taxa de Capitalização do Petros-2: é a taxa a que os valores aportados para o Petros-2 serão capitalizados para no futuro serem transformados no benefício do Petros-2. Usamos a taxa de 6% a.a. (seis por cento ao ano) que é a meta atuarial máxima permitida pela PREVIC (Superintendência Nacional de Previdência Complementar que fiscaliza os Fundos de Pensão) e que é a usada na Petros. Apesar de você poder mexer nesse campo, sugerimos que não o faça.

 

- Taxa de Capitalização do Petros-2: é a taxa a que os valores aportados para o Petros-2 serão capitalizados para no futuro serem transformados no benefício do Petros-2. Usamos a taxa de 6% a.a. (seis por cento ao ano) que é a meta atuarial máxima permitida pela PREVIC (Superintendência Nacional de Previdência Complementar que fiscaliza os Fundos de Pensão) e que é a usada na Petros. Apesar de você poder mexer nesse campo, sugerimos que não o faça.

 

- Taxa de Aumento Real do INSS: é a taxa de aumento real que vem tendo o teto do INSS. Foi calculada pelos aumentos recebidos pelo teto do INSS de 2005 a 2010. Essa taxa será usada no nosso cálculo para corrigir no futuro a parte dos benefícios que é paga pelo INSS. No período citado calculamos essa taxa em 0,37% a.a. (zero vírgula trinta e sete por cento ao ano). O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

- Taxa de Aumento Real do INSS: é a taxa de aumento real que vem tendo o teto do INSS. Foi calculada pelos aumentos recebidos pelo teto do INSS de 2005 a 2010. Essa taxa será usada no nosso cálculo para corrigir no futuro a parte dos benefícios que é paga pelo INSS. No período citado calculamos essa taxa em 0,37% a.a. (zero vírgula trinta e sete por cento ao ano). O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

- Taxa de Aumento Real do INSS: é a taxa de aumento real que vem tendo o teto do INSS. Foi calculada pelos aumentos recebidos pelo teto do INSS de 2005 a 2010. Essa taxa será usada no nosso cálculo para corrigir no futuro a parte dos benefícios que é paga pelo INSS. No período citado calculamos essa taxa em 0,37% a.a. (zero vírgula trinta e sete por cento ao ano). O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

- Taxa de Aumento Real Petrobrás: é a taxa de aumento real que os salários da Petrobrás vêm tendo. Essa taxa será usada para a correção de parte dos benefícios (suplementação Petros) daqueles que não repactuaram, de acordo com o Art.41 que garante à suplementação da Petros o mesmo reajuste que for dado à Ativa. Foi calculado com base nos aumentos recebidos por quem não teve nenhum aumento de mérito/promoção entre 1999 e 2009. Estamos usando o valor de 1% a.a. (hum por cento ao ano), apesar de termos calculado um valor maior. O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

- Taxa de Aumento Real Petrobrás: é a taxa de aumento real que os salários da Petrobrás vêm tendo. Essa taxa será usada para a correção de parte dos benefícios (suplementação Petros) daqueles que não repactuaram, de acordo com o Art.41 que garante à suplementação da Petros o mesmo reajuste que for dado à Ativa. Foi calculado com base nos aumentos recebidos por quem não teve nenhum aumento de mérito/promoção entre 1999 e 2009. Estamos usando o valor de 1% a.a. (hum por cento ao ano), apesar de termos calculado um valor maior. O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

- Taxa de Aumento Real Petrobrás: é a taxa de aumento real que os salários da Petrobrás vêm tendo. Essa taxa será usada para a correção de parte dos benefícios (suplementação Petros) daqueles que não repactuaram, de acordo com o Art.41 que garante à suplementação da Petros o mesmo reajuste que for dado à Ativa. Foi calculado com base nos aumentos recebidos por quem não teve nenhum aumento de mérito/promoção entre 1999 e 2009. Estamos usando o valor de 1% a.a. (hum por cento ao ano), apesar de termos calculado um valor maior. O Participante pode variá-la para verificar as mudanças no valor dos benefícios.

 

Campos calculados automaticamente na Planilha:

 

Campos calculados automaticamente na Planilha:

 

Campos calculados automaticamente na Planilha:

 

`Expectativa Vida conforme a AT-2000`

 

`Expectativa Vida conforme a AT-2000`

 

`Expectativa Vida conforme a AT-2000`

 

- Idade Mínima Aposent BPO: Esta é uma informação calculada pela Planilha e não informada pelo Participante. É a idade mínima com que o Participante pode se aposentar pela Petros e será usada para o cálculo do BPO. Notar que estamos sempre considerando a aposentadoria normal e nunca a proporcional ou a especial. No caso de aposentadoria especial, o Participante deve fazer o ajuste no Tempo INSS.

 

 

- Idade Mínima Aposent BPO: Esta é uma informação calculada pela Planilha e não informada pelo Participante. É a idade mínima com que o Participante pode se aposentar pela Petros e será usada para o cálculo do BPO. Notar que estamos sempre considerando a aposentadoria normal e nunca a proporcional ou a especial. No caso de aposentadoria especial, o Participante deve fazer o ajuste no Tempo INSS.

 

- Idade Mínima Aposent BPO: Esta é uma informação calculada pela Planilha e não informada pelo Participante. É a idade mínima com que o Participante pode se aposentar pela Petros e será usada para o cálculo do BPO. Notar que estamos sempre considerando a aposentadoria normal e nunca a proporcional ou a especial. No caso de aposentadoria especial, o Participante deve fazer o ajuste no Tempo INSS.

 

 

- Expectativa de Vida Após Aposent: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Aposent Desejada pela Tábua de Mortalidade AT-2000 que é a usada na Petros. Essa informação, que é recuperada da `aba` `AT-2000 Expectativa de Vida`, será usada no cálculo do Beneficio Petros-2 e nos cálculos do total de benefícios que será recebido após a aposentadoria.

 

- Expectativa de Vida Após Aposent: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Aposent Desejada pela Tábua de Mortalidade AT-2000 que é a usada na Petros. Essa informação, que é recuperada da `aba` `AT-2000 Expectativa de Vida`, será usada no cálculo do Beneficio Petros-2 e nos cálculos do total de benefícios que será recebido após a aposentadoria.

 

- Expectativa de Vida Após Aposent: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Aposent Desejada pela Tábua de Mortalidade AT-2000 que é a usada na Petros. Essa informação, que é recuperada da `aba` `AT-2000 Expectativa de Vida`, será usada no cálculo do Beneficio Petros-2 e nos cálculos do total de benefícios que será recebido após a aposentadoria.

 

- Expectativa de Vida Idade BPO: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Mínima Aposent BPO pela Tábua de Mortalidade AT-2000. Essa informação será usada no cálculo dos campos: Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (sem repactuação) e Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (com repactuação).

 

- Expectativa de Vida Idade BPO: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Mínima Aposent BPO pela Tábua de Mortalidade AT-2000. Essa informação será usada no cálculo dos campos: Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (sem repactuação) e Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (com repactuação).

 

- Expectativa de Vida Idade BPO: aqui é apresentado o cálculo do número de anos que o Participante ou seu Beneficiário (será usado a maior expectativa de vida entre os dois) viverá após a Idade Mínima Aposent BPO pela Tábua de Mortalidade AT-2000. Essa informação será usada no cálculo dos campos: Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (sem repactuação) e Benefício Total Petros BD Aposent Idade BPO (com repactuação).

 

`Aplicação do Fator Previdenciário`

 

`Aplicação do Fator Previdenciário`

 

`Aplicação do Fator Previdenciário`

 

-Fator Previdenciário INSS: informação buscada na `aba` `Fator Previdenciário` correspondendo ao tempo de INSS na Idade Mínima Aposent BPO. Representa o fator redutor (em muitos poucos casos pode ser um fator de incremento) que seria aplicado ao benefício do INSS nessa data, esse fator influencia o cálculo do BPO.

 

-Fator Previdenciário INSS: informação buscada na `aba` `Fator Previdenciário` correspondendo ao tempo de INSS na Idade Mínima Aposent BPO. Representa o fator redutor (em muitos poucos casos pode ser um fator de incremento) que seria aplicado ao benefício do INSS nessa data, esse fator influencia o cálculo do BPO.

 

-Fator Previdenciário INSS: informação buscada na `aba` `Fator Previdenciário` correspondendo ao tempo de INSS na Idade Mínima Aposent BPO. Representa o fator redutor (em muitos poucos casos pode ser um fator de incremento) que seria aplicado ao benefício do INSS nessa data, esse fator influencia o cálculo do BPO.

 

`Verifique os Dados preenchidos em caso de ERRO`

 

`Verifique os Dados preenchidos em caso de ERRO`

 

`Verifique os Dados preenchidos em caso de ERRO`

 

- Condição de Erro: IMPORTANTE: nesse campo aparecerão mensagens relativas à consistência dos campos informados pelo Participante. Para que os cálculos apresentados na Planilha estejam corretos este campo deve conter `OK`. Caso contrário as mensagens aparecidas aqui devem ser consideradas para eliminação de inconsistências, quais sejam:

 

- Condição de Erro: IMPORTANTE: nesse campo aparecerão mensagens relativas à consistência dos campos informados pelo Participante. Para que os cálculos apresentados na Planilha estejam corretos este campo deve conter `OK`. Caso contrário as mensagens aparecidas aqui devem ser consideradas para eliminação de inconsistências, quais sejam:

 

- Condição de Erro: IMPORTANTE: nesse campo aparecerão mensagens relativas à consistência dos campos informados pelo Participante. Para que os cálculos apresentados na Planilha estejam corretos este campo deve conter `OK`. Caso contrário as mensagens aparecidas aqui devem ser consideradas para eliminação de inconsistências, quais sejam:

 

- `Tempo INSS tem que >= Tempo Petros`

- `Começo de trabalho tem que ser >=15`

- `Não pode entrar na Petros antes de 18 anos`

 

`Comparativo Benefício Petros BD com as Opções de BPO`

 

`Comparativo Benefício Petros BD com as Opções de BPO`

 

`Comparativo Benefício Petros BD com as Opções de BPO`

 

- Benefício Total Máximo Petros BD: é o valor máximo que pode ser recebido no Plano Petros BD pelo Participante.

 

- Benefício Total Máximo Petros BD: é o valor máximo que pode ser recebido no Plano Petros BD pelo Participante.

 

- Benefício Total Máximo Petros BD: é o valor máximo que pode ser recebido no Plano Petros BD pelo Participante.

 

- Benefício Proporcional Diferido: grosseiramente, é o valor de benefício a que se teria direito caso saíssemos da Petrobrás (faz-se a correção monetária da contribuição só da parte do Participante até 2003, e a partir daí também a da Patrocinadora, e divide-se pela expectativa de vida). Esse valor só será usado como valor mínimo para suplementação Petros.

 

- Benefício Proporcional Diferido: grosseiramente, é o valor de benefício a que se teria direito caso saíssemos da Petrobrás (faz-se a correção monetária da contribuição só da parte do Participante até 2003, e a partir daí também a da Patrocinadora, e divide-se pela expectativa de vida). Esse valor só será usado como valor mínimo para suplementação Petros.

 

- Benefício Proporcional Diferido: grosseiramente, é o valor de benefício a que se teria direito caso saíssemos da Petrobrás (faz-se a correção monetária da contribuição só da parte do Participante até 2003, e a partir daí também a da Patrocinadora, e divide-se pela expectativa de vida). Esse valor só será usado como valor mínimo para suplementação Petros.

 

- Benefício INSS na Idade Mínima Aposent BPO: neste campo é mostrado qual seria o benefício pago pelo INSS na data mínima possível de aposentadoria pela Petros, que é encontrada pela Idade Mínima Aposent BPO.

 

- Benefício INSS na Idade Mínima Aposent BPO: neste campo é mostrado qual seria o benefício pago pelo INSS na data mínima possível de aposentadoria pela Petros, que é encontrada pela Idade Mínima Aposent BPO.

 

- Benefício INSS na Idade Mínima Aposent BPO: neste campo é mostrado qual seria o benefício pago pelo INSS na data mínima possível de aposentadoria pela Petros, que é encontrada pela Idade Mínima Aposent BPO.

 

- BPO Atual: este é o valor do BPO a que o Participante repactuante tem direito hoje e que será corrigido pelo IPCA até sua aposentadoria.

 

- BPO Atual: este é o valor do BPO a que o Participante repactuante tem direito hoje e que será corrigido pelo IPCA até sua aposentadoria.

 

- BPO Atual: este é o valor do BPO a que o Participante repactuante tem direito hoje e que será corrigido pelo IPCA até sua aposentadoria.

 

`Comparativo Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

`Comparativo Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

`Comparativo Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

- Contribuição Petros BD Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria, caso fique no Plano Petros BD, repactuando ou não, desde que não passe para o Plano Petros-2.

 

- Contribuição Petros BD Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria, caso fique no Plano Petros BD, repactuando ou não, desde que não passe para o Plano Petros-2.

 

- Contribuição Petros BD Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria, caso fique no Plano Petros BD, repactuando ou não, desde que não passe para o Plano Petros-2.

 

- Contribuição Petros-2 Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante repactuante que passar para o Plano Petros-2 pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria.

 

- Contribuição Petros-2 Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante repactuante que passar para o Plano Petros-2 pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria.

 

- Contribuição Petros-2 Até Aposent Desejada: este é o valor que o Participante repactuante que passar para o Plano Petros-2 pagará como contribuição, de hoje até a data desejada da sua aposentadoria.

 

`Diferença Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

`Diferença Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

`Diferença Contribuição Acumulada Plano Petros e Plano Petros 2`

 

- Diferença Contrib Petros BD – Petros-2: é o valor que o Participante pagaria no Petros BD menos o que pagaria no Petros-2. Valor negativo indica que pagaria menos no Petros BD.

 

- Diferença Contrib Petros BD – Petros-2: é o valor que o Participante pagaria no Petros BD menos o que pagaria no Petros-2. Valor negativo indica que pagaria menos no Petros BD.

 

- Diferença Contrib Petros BD – Petros-2: é o valor que o Participante pagaria no Petros BD menos o que pagaria no Petros-2. Valor negativo indica que pagaria menos no Petros BD.

 

`Capital Petros2 vs Benefício (Ver Expectativa de Vida)`

 

`Capital Petros2 vs Benefício (Ver Expectativa de Vida)`

 

`Capital Petros2 vs Benefício (Ver Expectativa de Vida)`

 

 

- Capital Acumulado Petros-2: é o valor pago como contribuição no Petros-2, mais igual contribuição da Patrocinadora, descontada a taxa de carregamento (a taxa de risco não está sendo descontada porque hoje é igual a zero), capitalizados à taxa definida em Taxa de Capitalização do Petros-2.

 

- Benefício Petros-2: é o valor que será recebido como benefício vitalício pela acumulação do Petros-2. É calculado pela divisão do Capital Acumulado Petros-2 pela Expectativa de Vida Após Aposent vezes 13 (número de benefícios recebidos no ano), levando-se em consideração os anos de pensão, quando o valor da pensão é 60% do benefício original.

 

- Benefício Petros-2: é o valor que será recebido como benefício vitalício pela acumulação do Petros-2. É calculado pela divisão do Capital Acumulado Petros-2 pela Expectativa de Vida Após Aposent vezes 13 (número de benefícios recebidos no ano), levando-se em consideração os anos de pensão, quando o valor da pensão é 60% do benefício original.

 

- Benefício Petros-2: é o valor que será recebido como benefício vitalício pela acumulação do Petros-2. É calculado pela divisão do Capital Acumulado Petros-2 pela Expectativa de Vida Após Aposent vezes 13 (número de benefíc

Conteúdo Relacionado

Não há conteúdo relacionado.

Tags

Não há tags relacionadas