Notícias

SEVERINO: "O PRESIDENTE ME PROMETEU A DIRETORIA QUE FURA POÇO E ACHA PETRÓLEO"

Data: 20/05/2005 
A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, se encontrou na última sexta-feira com o presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra, para tratar da recondução da diretoria. Na quarta-feira, Dilma recebeu em audiência o presidente da Câmara, deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). Na conversa, Severino foi direto ao ponto: "Eu quero o cargo que o presidente Lula me ofereceu durante viagem a Roma". Dilma argumentou que a área técnica da empresa não aceita mudanças na diretoria de Exploração e Produção porque ela é a espinha dorsal da companhia. "Podemos ver outra diretoria", argumentou a ministra. "O que o presidente me ofereceu foi aquela diretoria que fura poço e acha petróleo", respondeu Severino. O presidente da Câmara quer emplacar Djalma Rodrigues, seu protegido político. Caso vença a batalha, ele substituirá o diretor Guilherme Estrella, que mudou a política implantada na Petrobrás durante o governo de Fernando Henrique Cardoso de não perfurar poços com grande potencialidade de encontrar petróleo, a fim de que sejam entregues à Agência Nacional do Petróleo (ANP) para serem leiloados. A empresa que adquirir estes campos passa a ser proprietária do petróleo e pode exportá-lo. Ao mudar a política vigente, com coragem, Guilherme Estrella fez com que a Petrobrás, que gastou dinheiro em pesquisa e mapeamento, descobrisse poços com óleos do tipo leve, mais valorizado no mercado, e campos gigantes de gás. O presidente da AEPET, Heitor Pereira, conclamou o corpo técnico a reagir a indicações políticas, demonstrando a força de seus técnicos, o que levou a companhia a ganhar credibilidade no exterior, tornando-se muita vez avalista do governo, devido à seriedade que seus profissionais foram reconhecidos lá fora. "Infelizmente o Brasil ainda é gerido por políticos irresponsáveis e sem visão estratégica", disse Heitor. (O Globo/Redação)

Conteúdo Relacionado

Não há conteúdo relacionado.

Tags

Não há tags relacionadas