Rio de Janeiro,
Notícias

Uma nova mídia é possível

Data: 09/06/2017 
Autor: Rogério Lessa

A agência de notícias estatal chinesa Xinhua lançou na última quinta-feira (8), em Pequim, um pacote de medidas para estimular a cooperação entre os veículos de comunicação dos países que fazem parte dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A iniciativa foi tomada no rastro do 2º Fórum de Mídia do Brics, que reuniu representantes de órgãos de comunicação debaterão temas como “Deveres e responsabilidade social das organizações de mídia” e “Inovações em multimídia”. 

 

"O Brics, gostem ou não os financistas de Londres e Nova York, é uma potência econômica. Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul reúnem 42% da população mundial, 45% da força de trabalho, 30% da superfície terrestre, respondem por 58% da demanda mundial de petróleo e têm PIB conjunto de US$ 16,5 trilhões, o equivalente a 23% do produto global. Há estimativas de que o PIB do Brics supere o do G7 por volta de 2032. O Novo Banco de Desenvolvimento, ou Banco dos Brics, representa uma confrontação ao sistema financeiro. Por tudo isso, o grupo de cinco países deve unir esforços para fazer sua voz presente", pondera o diretor de Redação do jornal Monitor Mercantil, Marcos Oliveira, que representou o periódico no evento. 

 

Entre as medidas anunciadas no Segundo Fórum de Mídia do bloco, estão a criação de um prêmio de jornalismo, o suporte para até 20 correspondentes se instalarem na China e a destinação de US$ 1 milhão para um fundo de apoio à imprensa. Na quarta-feira, Liu Yunshan, o quinto mais importante membro do comitê central do Partido Comunista chinês, destacou que a imprensa tem um papel fundamental para combater o que ele classificou de "notícias negativas" a respeito do bloco. Reforçou ainda o compromisso da China com a globalização e com a abertura econômica e criticou o protecionismo, em alusão às declarações do presidente americano Donald Trump.

 

Em contraste, foi notada a ausência de um representante da direção da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), uma sinalização clara da menor importância dada pelo governo Michel Temer ao bloco dos Brics.

Conteúdo Relacionado

Av. Nilo Peçanha, 50 - Grupo 2409
Centro - Rio de Janeiro-RJ CEP: 20020-100
Telefone: 21 2277-3750 - Fax 21 2533-2134
Compartilhe
AEPET - Associação dos Engenheiros da Petrobrás Desenvolvido por Arte Digital Internet