Rio de Janeiro,
Notícias

A disputa entre Arábia Saudita e Qatar pode ser sobre gás, não terrorismo

Data: 06/06/2017 
Fonte: RT Autor: Tradução: Alex Prado

A disputa da Arábia Saudita com o Qatar é datada de 1995 e decorre do sucesso do país na produção de gás natural liquefeito (GNL). O GNL deu maior independência ao Qatar frente a Riyadh e alinhou Doha com o Irã,  arquinimigo da Arábia Saudita.


A revolução do GNL fez do Qatar uma das nações mais ricas do mundo com uma renda per capita anual de US $ 130.000. O país também se tornou o maior exportador de GNL.


O campo norte offshore do Qatar, que fornece todo o gás do país, é compartilhado com o Irã. O Qatar também hospeda o Comando Central dos EUA e comprou uma participação de US$ 2,7 bilhões na principal petrolífera  russa, Rosneft.


"O Qatar costumava ser uma espécie de estado vassalo da Arábia Saudita, mas usou a autonomia que a riqueza do seu gás criou para desempenhar um papel independente ", disse Jim Krane, pesquisador de energia do Instituto Baker da Rice University, Texas, segundo a agência Bloomberg.


"O resto da região tem procurado uma oportunidade para cortar as asas de Qatar", acrescentou Krane.


Na segunda-feira, a Arábia Saudita, o Egito, o Bahrein, os Emirados Árabes Unidos, o Iêmen e outros países reduziram os laços diplomáticos com o Qatar, acusando o país de apoiar o terrorismo.


A riqueza de GNL permitiu que o Qatar formasse uma  política externa, independente dos sauditas.


Riyadh acusou Doha de apoiar a Irmandade Muçulmana no Egito, o Hamas na Faixa de Gaza e os grupos armados opostos entre Abu Dhabi e Riyadh nas guerras Líbia e Síria.


Além disso, a Arábia Saudita e outros países do Golfo viram um aumento na demanda de GNL para produzir eletricidade. Como o Qatar tem os menores custos de extração, os sauditas dependem de importações de GNL de custo mais alto.


"Você pode questionar porque o Qatar não esteve disposto a fornecer para seus países vizinhos, tornando-os pobres de gás, provavelmente havia uma expectativa de que o Qatar vendesse gás para eles com um bom desconto", Steven Wright, Ph.D. Professor associado da Universidade de Qatar disse à Bloomberg.


O ministro das Relações Exteriores do Qatar disse na terça-feira que Doha estava pronta para os esforços de mediação para aliviar a fissura entre os países do Golfo.


O governante do Kuwait, Sheikh Sabah Al-Sabah, anunciou que viajaria para a Arábia Saudita na terça-feira para mediar o fim da briga.

 

https://www.rt.com/business/391069-qatar-saudi-arabia-gas-dispute/


Conteúdo Relacionado

Não há conteúdo relacionado.

Tags

Não há tags relacionadas
Av. Nilo Peçanha, 50 - Grupo 2409
Centro - Rio de Janeiro-RJ CEP: 20020-100
Telefone: 21 2277-3750 - Fax 21 2533-2134
Compartilhe
AEPET - Associação dos Engenheiros da Petrobrás Desenvolvido por Arte Digital Internet