Notícias

Trump enterra medidas de Obama contra as mudança climáticas

Data: 28/03/2017 
Fonte: El País Autor: Cristina Pereda - Tradução: Alex Prado

Se o ex-presidente Barack Obama colocou os EUA em uma posição de liderança na luta contra as mudanças climáticas, Donald Trump colocou o país na direção oposta. Apenas dois meses depois de tomar posse, o presidente republicano anunciou o desmantelamento de todas as medidas para reduzir as emissões, a dependência de fontes de energia poluentes e o apoio às energias renováveis. Trump assinou uma ordem executiva nesta terça-feira (28) com uma meia dúzia de passos para recuperar a produção de combustíveis fósseis, que ameaça arrastar o país para décadas atrás.


EUA dizem adeus a uma das peças-chave do legado de Obama e recebe "uma nova revolução energética", nas palavras de Trump. "Acabaram os abusos do governo federal", disse o presidente. "Se trata de recuperar postos de trabalho, de voltar a realizar os sonhos e tornar a América  rica novamente”. A administração republicana argumenta que os democratas abriram uma  "guerra contra o carvão" e "desprezou os trabalhadores", com as suas políticas.


As novas medidas incluem várias agências federais e implicam o abandono das restrições sobre as emissões contaminantes, abrem a porta para a exploração de petróleo e gás em terras públicas e põem fim à obrigação do governo de considerar o impacto ambiental dos seus projetos. "Quando se trata de mudança climática, nós fazemos o nosso caminho e a nossa maneira", anunciou um assessor do presidente.


Esta decisão faz com que seja praticamente impossível para os EUA cumprir sua meta de reduzir as emissões em 30% até 2030, aos níveis de 2005, como havia sido prometido até agora. Fica a dúvida, também, se  o país irá cumpre a sua parte do acordo de Paris


Conteúdo Relacionado