Rio de Janeiro,
Notícias

Aos 61 anos, Petrobrás é uma evidência de que o petróleo tem que ser nosso

Data: 03/10/2014 
Autor: Rogério Lessa

61 anos da Petrobrás
Crédito: Ilustração

Nesta sexta-feira, 3 de outubro, a Petrobrás completou 61 anos. Razão de ser da AEPET, a estatal brasileira do petróleo é resultado da luta do povo brasileiro e foi criada em um ambiente de afirmação do Brasil como nação soberana. Tanto que apenas dez meses depois o presidente Getúlio Vargas foi levado ao suicídio como único gesto político capaz de deter os ataques incessantes das forças que pretendiam manter o país no atraso e na dependência. 

A Petrobrás, ao contrário, significa avanço, desenvolvimento e independência, por isso até hoje é alvo dos mesmos inimigos, internos e externos. Criada  pela Lei 2004, que estabelecia “o monopólio da União Federal sobre as atividades integrantes da indústria do petróleo” a Petrobrás é totalmente capaz de explorar sozinha o pré-sal, como lembra o presidente da AEPET, Silvio Sinedino. Competência técnica não falta à Companhia, muitas vezes premiada pelo desenvolvimento de tecnologia de ponta.

O ápice desse desenvolvimento foi a descoberta do pré-sal que, se bem utilizado, pode representar a redenção do povo brasileiro. O pré-sal, que já acrescentou 50 bilhões de barris às reservas brasileiras, ainda não foi devidamente quantificado, mas já situa o Brasil entre os maiores produtores do mundo. 

Não é por acaso que a Petrobrás é, no Brasil, o principal alvo da espionagem estrangeira. Há estimativas entre 100 bilhões e 300 bilhões de barris. “Em vez de leiloar ou exportar essas reservas, é preciso saber qual o seu montante, para garantir um preço que viabilize a exploração e o uso do petróleo em benefício do Brasil e dos brasileiros”, reivindica Ildo Sauer, ex-diretor da Petrobrás.

“Passados 61 anos, a Lei 2004 já não existe mais, porém as lutas populares permanentes em defesa desse patrimônio têm assegurado o protagonismo da empresa no desenvolvimento do país. Hoje os empregados da estatal estão trabalhando para entregar ao Brasil mais quatro refinarias e o Comperj. Além disso, a companhia financia 75% do PAC, ou seja, as principais obras públicas em andamento”, sublinha o Sindipetro-RJ, que promoveu ato comemorativo na sede da empresa.

Conteúdo Relacionado

Av. Nilo Peçanha, 50 - Grupo 2409
Centro - Rio de Janeiro-RJ CEP: 20020-100
Telefone: 21 2277-3750 - Fax 21 2533-2134
Compartilhe
AEPET - Associação dos Engenheiros da Petrobrás Desenvolvido por Arte Digital Internet