Notícias

Tempo de perfuração de poços no pré-sal já caiu 55%

Data: 02/07/2014 

A Petrobrás tem perfurado poços no pré-sal em tempo cada vez menor, sem abrir mão das melhores práticas mundiais de segurança operacional, 50% dos investimentos no pré-sal são voltados para a construção e avaliação de poços. Com a experiência adquirida e a introdução de novas tecnologias e melhores práticas, o tempo médio de perfuração de poços no pré-sal nos campos de Lula e Sapinhoá passou de 126 dias, em 2010, para 60 dias em 2013, o que corresponde a uma redução de 55%. Nestas áreas, já se conseguiu durações próximas a 30 dias entre o primeiro e último metro perfurado ("dry hole", conforme classificação internacional).

Como o custo médio de perfuração de um poço é de aproximadamente US$ 1 milhão por dia, esta se economizando, em média, US$ 66 milhões na atividade de perfuração por poço no pré-sal. 

Esse desempenho é resultado do esforço permanente para otimizar a atividade de perfuração de poços que é considerada crítica por envolver pesados investimentos. 


Conteúdo Relacionado