Petróleo e Política

Manifesto em Defesa da Petrobrás e do Pré-Sal para os brasileiros

Data: 28/03/2014 
Fonte: Clube de Engenharia

MANIFESTO EM DEFESA DA PETROBRAS E DO PRÉ-SAL PARA OS BRASILEIROS

A história da Petrobras é uma epopéia. É o relato de uma longa trajetória, de lutas e de enfrentamentos de toda natureza, realizada por todo o povo brasileiro.

Desde antes da sua criação, a questão do petróleo e da sua exploração de forma soberana e em beneficio do Brasil, mobilizou grandes brasileiros de todas as classes sociais, civis e militares, independente de posições ideológicas e de opções partidárias. Em síntese, contou com todo o apoio da cidadania ativa daqueles tempos. E o Clube de Engenharia estava presente.

Em 1953 o estabelecimento do monopólio estatal da exploração de petróleo e a criação da Petrobras representaram, sem dúvida, uma importante vitória da soberania nacional.

No entanto, os grandes enfrentamentos estavam apenas no início. Começando pelo pouco conhecimento da geologia básica das bacias sedimentares no território brasileiro, passando por questões diplomáticas, técnicas, políticas e gerenciais, tais como, as Notas Reversais de Roboré e o Relatório Link nos anos 1950/60, as pesquisas na Amazônia e os Contratos de Risco na década de 1970, até a descoberta de expressivas reservas de petróleo na plataforma continental do sudeste brasileiro nas décadas de 1970/80. Foram quarenta anos de lutas, de dificuldades vencidas e de importantes sucessos alcançados. A persistência e a competência da Petrobras, sustentadas pelos seus quadros de pessoal de todas as categorias e níveis, foram emblemáticas. Tudo acompanhado e apoiado pela cidadania ativa dessas épocas, o Clube de Engenharia inclusive.

Na década dos anos noventa a extinção do monopólio estatal da exploração do petróleo e a admissão de grandes grupos estrangeiros, empresariais e financeiros, para atuar nessas atividades, foi uma derrota. Mas não foi uma capitulação.

Pelo contrário. Apoiada agora nos conhecimentos obtidos, na experiência adquirida e, sobretudo, no fortalecimento econômico-financeiro alcançado – em todos os eventos ocorridos nas décadas anteriores - a Petrobras avançou no desenvolvimento de tecnologias e inovações para exploração em águas profundas, participou intensamente dos leilões realizados, ampliou expressivamente suas reservas e sua produção. O Clube de Engenharia acompanhou esses enfrentamentos, sempre apoiando a Petrobras. Atuou com firmeza, combatendo a entrega da riqueza petroleira a grupos estrangeiros através a realização dos leilões, alcançando algumas sugestivas vitórias.

Na primeira década deste século, com a descoberta das imensas reservas do pré-sal e a sua exploração sob um novo marco regulatório – os Contratos de Partilha, o Fundo Social, a nova estatal PPSA, bem como, com a presença destacada da Petrobras na implementação desse novo modelo – o Brasil encontra os meios para construir o seu futuro. Qual seja uma grande Nação democrática, justa e soberana, bem como social, ambiental e economicamente desenvolvida. O território brasileiro, constituindo um espaço que acolha, abrigue e integre uma sociedade aberta e plural, diversificada e pacífica, sem desequilíbrios, exclusões e discriminações de quaisquer naturezas.

A Petrobras foi e sempre será um dos principais vetores no desenvolvimento do Brasil. O Clube de Engenharia participou efetivamente dessa História, apoiando em todas as circunstâncias o desenvolvimento brasileiro em benefício de seu povo. Assim tem acontecido ao longo de sua existência centenária, e assim continuará.

Novamente, neste momento ocorre uma campanha orquestrada contra a Petrobras, sintonizada em diversas questões e proveniente de inúmeras origens. E, tudo convergindo para o objetivo maior de tentar, mais uma vez, colocar o Brasil de joelhos, subordinado aos interesses dos grandes grupos empresariais e financeiros multinacionais. É óbvio que também buscam o enfraquecimento, a desmoralização e a desqualificação da Petrobras – uma síntese e um símbolo da soberania brasileira.

Assim sendo, o Clube de Engenharia decidiu aprovar e divulgar amplamente este Manifesto, buscando:

colocar-se mais uma vez ao lado da Petrobras, apresentando-lhe com ênfase a sua solidariedade e o seu apoio incondicional, para o enfrentamento de mais este desafio;

conclamar à mobilização todos os brasileiros - trabalhadores e empresários; os jovens e os mais velhos; o campo e as cidades; os profissionais liberais, os militares, os formadores de opinião; enfim toda a sociedade brasileira, organizada ou não, e independente de opções político/partidárias - para a defesa da Petrobras;

manter-se atento e vigilante, juntamente com todos os brasileiros, para que seja adequadamente empreendida a exploração das reservas brasileiras de petróleo e gás, especialmente do Pré-Sal, em beneficio do Brasil e de sua população.


Rio de Janeiro, 24 de março de 2014.

Conteúdo Relacionado

Tags

Petróleo Política Óleo Leilão Greve dos Petroleiros Ciência e Tecnologia AEPET Aposentadorias Aposentados Leilão de Libra Leilão de Xisto Gás de Xisto Campanha Salarial Crise na OGX Direitos Humanos Direitos Trabalhistas Desigualdade Social Educação Meio Ambiente Europa EUA Guerra Greve História Justiça Manifestações Mensalão Mercosul Transporte Tortura Terceirização Violência Venezuela Economia Saúde Gasolina Engenharia mobilidade Gás Energia Pré-sal Refinaria Faixa Livre Xingu mst Comperj Dívida Pública Governo Água Universidade Luz Irã Selic Emprego Trabalho Síria Medicina Médicos Argentina Brasil Ucrânia rádio PCB Juros Protesto Carnaval PSTU PT Greve dos Garis Plataforma UPPs PIDV Heitor Manoel Pereira Fernando Siqueira Diomedes Cesário Silvio Sinedino Ronaldo Tedesco Diretoria Diretoria AEPET ROYALTIES CPI dos ônibus Pasadena Petrobrás na berlinda Força Armadas nas favelas do RJ segurança pública STF CPI da Petrorás sindipetro O Brasil hoje TKCSA libra Economia da América Latina Graça Foster Petrobras Situação da economia Superfaturamento da Copa e da Olimpíada do RJ Pedro Celestino Pereira Paralização da rede estadual Paralização dos prof. da rede municipal Greve dos professores Opep Sandra Quintela PIB Pesquisa eleitoral Psol pre-sal leilões investimentos economia brasileira neoliberalismo reservas Eleições na AEPET desenvolvimento Comissão da Verdade China Desenvolvimento Sustentável presidenciáveis preços inflação Polícia Militar preço dos combustíveis Anistia Debate Brasil delação premiada Eleições Professores ONU Arábia Saudita Escobar César Benjamin Paulo Metri Dilma Rousseff Política Federal Momento político Grécia Planos de saúde Maioridade penal Reforma Política Greve na ADUFRJ Ocupação na Câmara Novos partidos Senado Greve dos bancários Situação dos médicos nos planos de saúde Progrma Mais Médicos Ocupação da Câmara dos Vereadores Política brasileira Leilão do Pré-sal Leilão de petróleo Esilio de Snowden CPI de ônibus Leilão de Libra Programa Mais Médico Site do Brasil nunca mais Porto do Açu Greve de professores CPI ensino particular Papa Despejo na Ilha do Governador Ato em defesa da Petrobras Assembléia Homenagem Aldeia Maracanã Seminário Petrobrás Epaminondas de Souza Mendes Economia Mundial Equador Rio de Janeiro Politica Conflitos em Campos Drogas crise politica Alex Prado Momento ´jurídico Eldorado-Carajás Pastor Polícia Livro sobre a UH filme PEC 241 Caramuru Abril vermelho Caso Cachoeira